Aquecedores a gás precisam passar por manutenção preventiva?

Esses equipamentos são sinônimos de conforto, por proporcionarem água quente com ampla vazão em múltiplos pontos, incluindo chuveiros e torneiras. No entanto, quando há falhas de instalação ou quando a manutenção é negligenciada, eles podem motivar vazamentos perigosos, mesmo sendo fiscalizados pelo INMETRO e podendo contar com dispositivos de segurança, como o corta gás.

A combustão incompleta é um dos problemas que colocam em risco a segurança dos usuários de aquecedores a gás. Ela resulta na emissão de gases, sobretudo monóxido de carbono, fora dos limites adequados. Em ambientes confinados, a combustão incompleta pode se tornar letal.

Os aquecedores eletrônicos, mais modernos, costumam apresentar códigos de erro em seus painéis quando a combustão não está adequada. Nesses aparelhos, quando o vazamento ocorre em níveis críticos, há o desligamento automático.

A instalação de aquecedores a gás deve seguir as diretrizes da ABNT NBR 13.103:2013 – Instalação de aparelhos de gás para uso residencial – Requisitos. Esta norma estabelece que o local de instalação deve atender aos requisitos de volume mínimo e ter aberturas de ventilação permanentes adequadas ao tipo de aparelho e sua potência.

A norma determina, ainda, que as válvulas de fechamento do gás combustível sejam de fácil acesso. Além disso, tubos flexíveis de alimentação de gás e dutos de exaustão devem estar bem conservados e livres de fissuras.

Precisando instalar ou fazer manutenção em aquecedores? Entre em contato com a EngeFácil e peça um orçamento grátis. Ligue (41) 3109-7676 ou (41) 99286-4433.

Deixe uma resposta