Como especificar aquecedores de água?

Nos períodos de temperatura mais amena, ter à disposição torneiras e chuveiros com água quente proporciona conforto na realização das tarefas cotidianas. Para oferecer essa comodidade, o mercado disponibiliza sistemas de aquecimento que partem de matrizes energéticas que vão da solar ao gás, passando pela elétrica. Há uma solução ideal para cada caso, daí a importância de conhecer todas as variáveis.

Atualmente, o sistema solar é considerado o mais econômico se comparado com os demais. Isso porque o custo de implantação pode ser classificado como baixo se relacionado com seu desempenho, ou seja, o investimento se paga ao longo do tempo por meio da economia no consumo de energia. Também tem a vantagem de ser sustentável, afinal, é abastecido por fonte completamente renovável e limpa.

Outro modelo de aquecedor é o elétrico, categoria que pode ser dividida em dois grupos: os acumuladores — que mantêm um volume quente já armazenado para atender às demandas de uso — e os chuveiros elétricos — também denominados aquecedores de passagem individual.

Apesar de seu custo acessível e facilidade na instalação, a solução consome muita eletricidade e pede que o empreendimento conte com boa infraestrutura elétrica em função da potência instalada.

Por fim, há a opção dos aquecedores a gás, que podem ser do tipo central individual ou coletivo. É característica desse sistema a tipologia de passagem — em que é acionado apenas no instante de consumo —, ou então, de acumulação. Existem sistemas alimentados com gás natural (GN) ou gás liquefeito de petróleo (GLP), popularmente conhecidos como gás de rua e gás de botijão, respectivamente.

Além de possuir certificação do Inmetro, os aquecedores comercializados no mercado devem atender a uma série de normas técnicas. Entre os documentos estão a ABNT NBR 8130 — Aquecedor de água a gás tipo instantâneo — Requisitos e métodos de ensaio; a ABNT NBR 12483 — Chuveiros elétricos — Requisitos gerais; a ABNT NBR 10542:2015 — Aquecedores de água a gás tipo acumulação — Ensaios; e a ABNT NBR 15747 — Sistemas solares térmicos e seus componentes — Coletores solares.

Além das normas dos aparelhos, há as de instalação, com destaque para a ABNT NBR 5626 — Instalação predial de água fria; a ABNT NBR 15569 — Sistema de aquecimento solar de água em circuito direto — Projeto e instalação; a ABNT NBR 7198 — Projeto e execução de instalações prediais de água quente; e a ABNT NBR 5410 — Instalações elétricas de baixa tensão. A ABNT NBR 5626, ABNT NBR 15569 e ABNT NBR 7198 estão atualmente em processo de revisão na ABNT.

Precisando de ajuda para escolher e instalar aquecedores de água? Entre em contato com a EngeFácil e peça um orçamento grátis. Ligue (41) 3109-7676 ou (41) 99286-4433.

Deixe uma resposta